Simulador de direção: 4 mitos e 3 vantagens

 

2016 começou com uma novidade que benefeciará os candidatos a motorista: aulas no simulador de direção. Depois de muitos adiamentos da obrigatoriedade, alunos de todo Brasil já têm sentido na prática as vantagens das novas aulas. Antes de a lei entrar em vigor, o recurso foi muito criticado, muitas vezes com argumentos errados. Neste artigo, a Auto Escola Coimbra explica 3 vantagens de fazer as aulas no equipamento e derruba 4 mitos sobre o equipamento. Confira:

Benefícios do simulador:

1. Segurança ao dirigir aumenta (menos nervosismos ao volante):

a ansiedade é com certeza uma das grandes inimigas para dirigir bem e ser aprovado no exame de direção. Quem nunca dirigiu, vai se familiarizar primeiro com o ambiente virtual no simulador para depois fazer aulas na rua em situações que simulam os riscos reais, só que em segurança, pois nada pode ocorrer com ele no simulador, logicamente.

2.Situações perigosas da estrada em segurança:

nas aulas obrigatórias de direção provavelmente o candidato a motorista não se deparará com todas as situações encontradas no dia a dia. No simulador, neblina, chuva, ultrapassagens perigosas e muito mais são mostradas para ele.

3. Pesquisa mostra que número de acidentes cai pela metade entre alunos que fizeram aula no simulador:

o instituto americano National Centre Injury comprovou em pesquisas que o uso do simulador diminui em 50% o número de acidentes nos primeiros 24 meses de carteira.

Mitos

Apesar dos benefícios expressivos, há alguns mitos sobre o simulador há três muito fortes e que vale a pena esclarecer.

1 Aulas no simulador: nem melhor, nem pior – complementar

O equipamento complementa a formação do condutor, pois simula situações perigosas que dificilmente ele enfrentaria nas aulas até então oferecidas e que exigem muita habilidade, além de atenção do motorista. Por outro lado, é importante sentir o que a rua reserva, lidar com veículos reais para sair mais preparado tanto para o exame de direção quanto para o trânsito no dia a dia.

Assim, consideramos o simulador como complementar a formação do condutor, não é nem pior nem melhor do que as aulas nas ruas, os dois são necessários e importantes.

2 Simulador é usado apenas no Brasil

Outro mito é de que só o Brasil usaria o equipamento. Estados Unidos, Reino Unido, Índia, Nova Zelândia e Austrália já utilizam o simulador há um tempo.

3 Não há pesquisas sobre o simulador

Neste artigo citamos uma pesquisa, internacional, no item 3. E desde 2009, pesquisadores de Santa Catarina estudaram qual o melhor tipo simulador em um convênio firmado com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

About Auto Escola Coimbra

Deixe uma resposta